Tudo pode dar certo (2009)

Nekoffee

Woody Allan atuando como "unico cineasta velho e fodão ainda vivo"

Woody Allen já começa o filme com ar de sou muito bom e posso me dar ao luxo de insultar vocês que estão aí na platéia, colocando um dialogo muito divertido do personagem principal direcionado ao publico que assiste ao filme. Por se tratar de uma comédia vinda de um grande diretor, o filme vai conter personagens pedantes e personagens idiotas (que são o alivio cômico, por assim dizer). Sem deixar de lado a boa e velha critica à sociedade, religião, política e todas essas ideologias mamiludas, o roteiro que mais parece um The big bang Theory só que sem exageros exacerbados porem com as mesmas apelações à teorias que quem não tem doutorado em fisica quântica não entende, faz qualquer idoso achar que ainda está em tempo de achar a sua ninfeta, para servir tanto de babá/enfermeira quanto de esposa.

Boris um cinqüentão com cara de noventão, é um velho chato, rabugento e assexuado, porem um gênio da física que quase ganhou um Nobel, após ter sido deixado pela esposa que já não agüentava suas lamurias, começou a se tornar ainda mais anti-social e ainda mais chato, algum tempo se passa e o cara encontra no meio do seu lixo, uma garota dormendo, com seus 21 anos, muita burrice, ignorância e conceitos de vida religiosos, Melody a garota que um dia cansada da mãe incrivelmente cristã resolve fugir e viver em Nova York. O destino dos dois unem-se a partir do momento em que Boris decide ajudar Melody, dando-lhe abrigo momentâneo até que ela consiga emprego e possa morar só.

Nekoffee

Boris Casoy interpretando a si mesmo em um universo paralelo onde ele é PHD em fisica quantica, e não um insultador de garis na Band

Nesse meio tempo, a convivência dos dois vira a comédia do filme, todavia assim como em TBBT com Penny e Leonard, que por serem muito diferentes num sentido intelectual, com todas aquelas divergências de pensamento e blábláblá, em Tudo Pode Dar Certo, inclue-se mais cristianismo por parte de Melody, e mais sarcasmo por parte do Boris (que odeia Melody, assim como odeia toda a raça humana).

Nekoffee

Legalmente loira e/ou Hannah Montana, vinda do missisipe tenta mas não consegue deixar de ser fútil :"

Mas o ponto alto do filme, são os personagens coadjuvantes que fazem você refletir sobre o quão “valeska poposuda” uma pessoa pode ser, sendo necessário apenas um empurrãozinho de intelectualismo e novas ideologias não tão conservadoras…. Vide mãe da menina Melody, que começa o filme rezando e expulsando demônios, e termina como uma artista fotografa, que mora com dois homens e faz ménage à trois, todo santo dia, entre outras coisas….. mas o interessante é o processo em si, da ignorância para a libertação de um espírito critico, embora seja uma mudança radical demais….

Interpretando mãe da menina Melody, Valeska Popozuda aos 50 "HAHAHA COMO TOMAR WHISKY É ENGRAÇADO"

O filme acaba e você não nota, são tantos diálogos densos e carregados de pensamento Woody Allenzisticos, que um individuo com pouco gosto para cinema pedante fica sem saber qual é a verdadeira intensão do roteiro, falar sobre falsas ideologias ou discutir sobre o comportamento humano ou apenas mostrar que destino não existe, tudo não passa de coincidências estranhas…

Anúncios

Sobre Tomatekun

Amante de cinema, video-game e cultura relevante, bem como também a irrelevante.
Esta entrada foi publicada em Cinema. ligação permanente.

Uma resposta a Tudo pode dar certo (2009)

  1. hoje em dia tó assistindo qualquer coisa que não seja em 3D, e Woody Allen tem credito comigo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s