Retrospectiva Harry Potter

Aêêêêê!!! Eis que depois de um longo e tenebroso inverno, I’M BACK!!! E já estava mais do que na hora de postar isso daqui. Um apanhado geral dos oito filmes de Harry Potter, segundo EU! ^_^

nekoffee

Harry Potter e o Desfalque da Bilheteria

Ainda me lembro muito bem. Eu tinha dezesseis anos quando li o primeiro livro da série de J. K. Rowling, emprestado por uma colega. Eu pirei total. Acabei o livro em dois dias. Aí eu peguei o segundo emprestado, e li avidamente. O terceiro, eu devorei ansiosamente na madrugada de um dia de prova, mas eu não queria nem saber (o terceiro e o quinto continuam sendo meus livros preferidos). Os outros eu li descaradamente na internet, rsrsrsrs. Mas segui a série até o final. Sempre comparo a escrita de J.K. Rowling a um pacote de batatinhas chips: é absolutamente viciante e a gente não consegue parar!

Lógico, quando saiu o primeiro filme eu fiquei entusiasmadíssima… até ver o bendito filme. E. Daniel. Radcliffe. Arrgh. Eu realmente não gostei do primeiro filme. E foi exatamente por isso que eu também assisti o segundo. E o terceiro. E o quarto… E assim sucessivamente até o último filme em 2011. G__G

A série Harry Potter marcou toda uma geração. Em homenagem a esta octologia cinematográfica (provavelmente a única na história do cinema, lol!) findada em 2011, resolvi fazer uma retrospectiva Harry Potter, com coisas que achei boas e não tão boas nesses filmes. Vamos começar:

O Mundo de Harry Potter: É desnecessário dizer que o que conquistou  milhões de criancinhas remelentas no mundo inteiro foi o mundo mágico criado por Rowling. Ela pegou emprestadas algumas criaturas lendárias européias e misturou com muita coisa da cabeça dela (o que me irrita é quando as pessoas pensam que ela INVENTOU os centauros e os hipogrifos, ARRRRGH! Vão ler, seus ogonorântios! =P) E se há um aspecto que é inquestionável nos filmes, é a riqueza visual desse mundo. Tá, OK. Cada um tem uma idéia do que é um dragão, um trasgo, um centauro… E uma das coisas que eu acho mais toscas no primeiro filme é o centauro. Meu Deus, ele tem cara de PEIXE MORTO! Porque uma criatura metade homem metade cavalo teria uma cara de peixe?!?!?! Ahem. Mas os filmes fizeram um ótimo trabalho recriando várias criaturas mágicas, o figurino do mundo dos magos, e os cenários emblemáticos dos livros como o Beco Diagonal, o Expresso de Hogwarts, o Leaky Cauldron… e, é claro, o castelo de Hogwarts.

nekoffee

Se no Beco Diagonal tivesse Casas Bahia: "Super Liquidação!!! Leve agora a sua Firebolt com 10 por cento de desconto e pague em até 10 vezes, sem entrada e sem juros!"

Efeitos Visuais: Este aspecto foi evoluindo à medida que os filmes foram fazendo mais e mais sucesso e recebendo mais grana para a produção. E havemos de dizer que J. K. Rowling deixou alguns grandes desafios para os cineastas desta série: como se não bastasse ter um castelo mágico com direito a quadros que falam e se mexem, fantasmas pirados, céu com estrelas, e um salgueiro que pratica kickboxing, os diretores tiveram que reproduzir vários duelos de magia, lutas com criaturas fantásticas como dragões, lobisomens  e dementadores, além de um futebol/rugby/baseball bruxo jogado em vassouras… (ufa!) Isso sem contar as situações quotidianas como os muitos encantamentos que os personagens fazem no dia a dia, a comunicação e transporte através de lareiras, a fuga de Harry Potter em um carro voador, e aquela vez em que ele inflou a própria tia! Pode-se dizer  que a autora deixou um balde cheio para o pessoal da animação 3D. E eles com certeza não desapontaram. Estrelinhas a mais pelas partidas de Quadribol e pelas excitantes provas do torneio Tribruxo, que com certeza marcaram toda uma geração de fãs. ^_^

nekoffee

Tia Marge... Ah, fala sério que você não sonhava em fazer a mesma coisa com aquela sua tia chata!

Roteiro: Este é um dos pontos complicados da série. É um fato comprovado que os livros sempre são melhores e mais ricos em detalhes que as adaptações em filme porque, bem, deve-se fazer os cortes necessários para que a ação caiba em duas horas e meia. Mas, no caso de Harry Potter, alguns cortes ficaram tão evidentes que a história acabou ficando sem nexo. Alguém lembra aquele momento no último filme em que o Harry, enquanto está morto, fala para Remo Lupin “Mas professor, e o seu filho?” PUTZ, QUE FILHO??? Não deixaram nem ele e a esposa darem a notícia no sétimo filme!!! Como foi que o Harry adivinhou? E como foi que a Luna, depois de meses de clausura e tortura antes de ser resgatada, conseguiu forças para sair da casa de Gui e Fleur e voltar para ter aula em Hogwarts???

Isso sem falar nos momentos de apelo comercial desnecessário durante os filmes. Alguém lembra no final do segundo filme, quando Hagrid voltou e subitamente foi recebido como herói sem razão aparente? E os zilhões de vezes em que se repetiu que Harry Potter é “o menino que sobreviveu”, “o escolhido”, “o salvador da pátria” e o rei da cocada preta?!?! Tá tá tá tá senhor diretor, eu assisti os sete primeiros filmes NÃO PRECISA REPETIR PELA MILÉSIMA VEZ QUEM ELE É, EU JÁ ENTENDI!!!!! Bem, tirando todas as presepadas dos vários adaptadores desta série, devemos dar um pontinho neste quesito pelo fato de que todos os filmes tentam manter, alguns com maior sucesso que outros, o clima de humor descontraído dos livros de Rowling.

Trilha Sonora: John Williams. Sem comentários. ^_^

Elenco de Apoio: A franquia Harry Potter se tornou a maior fábrica de dinheiro a sair da Inglaterra desde de James Bond. Por consequência, todos os atores vivos da Inglaterra quiseram aparecer nos filmes, nem que fosse por 30 segundos. Tá, eu estou exagerando… Mas dificilmente alguma outra série de filmes reunirá tantos excelentes e famosos atores como elenco de apoio. No entanto, a abundância de bons atores concorreu com o tempo de filme. Alguns mal estão na tela! No sétimo filme, alguns deles aparecem por pouco mais de um minuto. Personagens queridíssimos da série perderam muito do seu impacto devido aos cortes do roteiro, como o Sr. e a Sra. Weasly e Nymphadora Tonks, e outros foram reduzidos a segundos de aparição, como Madame Pomfrey e Nick-quase-sem-cabeça.

Alguns, no entanto, foram muito bem aproveitados. Robbie Coltrane foi uma das presenças mais marcantes em todos os filmes como Rubeo Hagrid. Dame Maggie Smith foi uma irrepreensível professora McGonnagall.  Tanto David Thewlis no papel de Remo Lupin quanto Gary Oldman no papel de Sirius Black roubaram a cena, foram presenças carismáticas e deram dimensões muito humanas aos seus personagens, conquistando a confiança e a lealdade de Harry – isso sem falar que são os meus preferidos hehehe. Kenneth Brannagh como o narcisista professor Lockhart no segundo filme, e Emma Thompson como a aluada professora Trelawney no terceiro filme, foram ambos hilariamente excelentes (acabei de inventar). Não me importei com o fato de a Luna e o Neville terem virado heróis e um casal (o que não acontece no livro), pois os atores, que vimos crescer e amadurecer (principalmente o Neville) fizeram um ótimo trabalho. Shirley Henderson fez um trabalho impressionante como a Murta que geme, considerando que uma mulher adulta estava representando o fantasma de uma menina de 13 anos chata e chorona.

Quanto aos antagonistas, Jason Isaacs retratou um Lucius Malfoy deliciosamente insuportável, e a queda financeira e psicológica do personagem ficou evidente à medida que os filmes avançaram. Tom Felton, que começou como um pirralhinho louro e terminou como um adolescente com cara de fuinha, foi um ótimo Draco Malfoy, mimado e invejoso. Imelda Staunton foi a vilã sádica mais frufru e cor-de-rosa da história como Dolores Umbridge (a única que ganhe, talvez, é Darla Dimple em “Cats Don’t Dance”, mas hey, ela é só um desenho animado). E a minha querida Helena Bonham Carter foi uma Belatrix Lestrange maldosa, psicótica, e meio biruta… mas bem, a personagem já era biruta no livro mesmo!

nekoffee

Lucius Malfoy, ávido consumidor das chapinhas Gama Italy

Harry, Hermione e Ron: Daniel Radcliffe, o eterno menino da cicatriz. Vimos este menino se transformar de um pirralhinho fofo que não sabia atuar, para um jovem magricelo que quase aprendeu a atuar (falta pouco, hehehe). Até que deu pro gasto =P (eu realmente não gosto desse cara, deu pra notar, né?)

nekoffee

Daniel Radcliffe, fazendo um esforço tremendo para atuar. Algum dia ele chega lá...

No entanto, Emma Watson foi uma ótima Hermione. Mandona e CDF, mas também inteligente e corajosa. Ela ficou meio estrela já para o final da série, mas isso não mudou o resultado de seu trabalho. Mesmo assim, acho que eu preferia ela quando era mais novinha. Nunca esqueceremos o “Wingardium Leviosa”! Mas o mais divertido foi mesmo o ruivinho Rupert Grint como Ron Weasley. A cara de lerdo do menino casou perfeitamente com o caráter desligado do melhor amigo do Harry, e ele estrelou praticamente todos os momentos cômicos mais divertidos de todos os filmes. Palmas para ele! Ah, e alguém mais comemorou o beijo de Ron e Hermione no oitavo filme? Eu fiz até dancinha, hehehe.

nekoffee

Ron Weasley, sendo... Ron Weasley

Lord Voldemort: Chegamos ao nêmesis da saga. “Aquele que não deve ser nomeado” foi convincentemente interpretado pelo irreconhecível Ralph Fiennes. Rastejante e perverso, este Voldemort foi talvez menos psicologicamente complexo que o do livro. Mas quem liga? Ele com certeza entrou para a lista dos vilões mais badass da história do cinema. Ele é mau mesmo, e ponto final. Sabe, eu fiquei pensando, como é que iam fazer o Ralph, que já fez trocentos papéis de galã romântico, se parecer com o Lord das Trevas. Pois a equipe de maquiagem levou uma nota 100, por conseguir transformá-lo em uma aberração ofídica repugnante. E ninguém jamais esquecerá a maneira como ele sussurra “Harry Potterrrrrrr…”

nekoffee

Sorriso Colgate!

Albus Dumbledore: O saudoso diretor de Hogwarts, orgulhoso defensor da causa LGBT, e mentor de Harry Potter. Interpretado nos dois primeiros filmes pelo insubstituível Richard Harris, falecido de cancer em 2002, e nos outros seis pelo competente Michael Gambon (Nossa! Você não percebeu que o ator mudou no terceiro filme? Mas você é burro mesmo, hem? kkkkk). Eu até que gostei da interpretação de Gambon – embora a voz dele tenha me parecido muito jovem para um personagem de 102 anos, vocês não concordam? Ele foi meio brincalhão, meio misterioso… só que a gente ficava com a pulga atrás da orelha sempre que ele aparecia. Ele sempre parecia meio… meio estranho demais sei lá. Eu, pessoalmente, gostei mais do Richard Harris (talvez pq eu ainda lembre dele de Camelot, rsrsrs… tdo bem se vc não viu, é um musical mais antigo que a tua avó). Primeiro ele tinha mais cara de velho, porque afinal ele estava mesmo velho pra chuchu. Depois, ele tinha cara e jeito de papai noel, o que deixava as criancinhas felizes. Ele era brincalhão, mas também tinha aquele olhar de ternura que deixava um calorzinho no coração. Como se a gente estivesse olhando para o nosso avô. Então, meu voto vai para Richard Harris, o Dumbledore/papai noel.

nekoffee

O imperador Marcus Aurelius no papel de Dumbledore

Severus Snape: Para mim este foi “A” atuação da série. Eu admito que eu sou babona de Allan Rickman (Coronel Brandon! – se vc não sabe quem é, blé pra vc hehehe), mas todos devem reconhecer que o Professor Snape ficou marcado como um dos grandes antagonistas do grupo. Nos primeiros filmes ele fazia mais medo que o próprio Voldemort! O cruel e odioso professor de poções, que perseguia Harry, Ron e Hermione, e os outros alunos da Grifinória, que falava destilando veneno, que serviu da agente duplo para a os Comensais da Morte e a Ordem da Fênix, e acabou matando o próprio Dumbledore (SPOILERSPOILER!), na verdade escondia um segredo. Sempre foi apaixonado por Lily Evans, a mãe de Harry, e, devorado pelo remorso depois da sua morte, tudo o que fez, secretamente, foi para ajudar Dumbledore a proteger o garoto (SPOILERSPOILERSPOILER!). As cenas das memórias de Snape no oitavo filme são de partir o coração! Então viva Snape, o personagem mais incompreendido da série!

E com isso encerro a minha análise. Quem não gostou, que vá pentear um trasgo ou depenar um hipogrifo. =P

nekoffee

O olhar super-congelante de Severus Snape

Anúncios

Sobre princessamalthea

Fã incondicional de livros e filmes do gênero fantasia. Adora música, livros, cinema, anime/manga e RPG. Nerd assumidíssima! ^_^
Esta entrada foi publicada em Cinema com as etiquetas , , , , , , , . ligação permanente.

3 respostas a Retrospectiva Harry Potter

  1. Tomatekun diz:

    me lembro de ir a biblioteca e passar várias tardes lá, lendo os 3 primeiros livros da saga, pois quando tinha 11 anos, minha mãe cristã puritana achava que era coisa do demonio (ainda acha) e eu tinha que fazer isso escondido (ao invés de ler playboy escondido eu lia harry potter, olha só)..
    tive dessa de ler alguns via internete tambem auoheaouhe, e fiz tantos amigos só pelo simples fato de gostar de harry potter, é engraçado como um livro pode influenciar tanto, não só no sentido literario, mas social tambem xDDD

    agora sobre personagens favoritos, eu sempre gostei do neville e da hermione, acho que o rony é muito alivio comico nos filmes, nos livros ele não é tão imbecil assim aouheasohe e cara, detesto o cicatriz aosuehasouhe (apenas em alguns pontos [leia-se apenas no 5° livro], não como um todo).

    eu fiz um mini post aqui ein aosuehoaushe mas é que essa publicação foi o resumo da minha infancia ❤

    PS: quando vi razão e sensibilidade, cospi minha pipoca com a aparição do principe mestiço asoehasoeuhasoeh, AQUELES

  2. Matheus diz:

    Sem contar que faltaram os olhos ofídicos e vermelhos do inferno, no Voldemort no filme, fazendo td mundo sentir falta, e que o Dumbledore é 874651 mais arrogante e pedante do caralho no livro, deixando o personagem mt mais foda! xD (Tbm não gostou dO-Menino-que-Sobreviveu-e-Devia-Ter-Morrido-Em-Todos-Os-Livros/Filmes

  3. Nunca li os livros, apenas assiste os filmes. Só “gosto” do 1 e 3 filmes. confesso que só fui assistir o ultimo por que no Trailer vi um dragão muito do foda. Definitivamente não marcou minha infância, se não fossem meus amigos viciados me explicando todo o enredo, não saberia quase nada do assunto. Mais se passar na sessão da tarde eu assisto. =)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s