Série Vilões – Drácula

Bom dia/tarde/noite/madrugada!

No Nekoffee já houve um post sobre os elementos que tornam um personagem inesquecível. Bem, se há um personagem que é merecidamente inesquecível em uma história, seja no cinema, em um anime ou em um jogo de RPG, é o vilão. Tudo bem, tudo beeem… nós sabemos que no final das contas o crime não compensa, que o herói sempre vai salvar o dia e se dar bem blábláblá… (oooou nem sempre! Daí o herói se ferra, e depois vira mártir ^_^ )

Mas falando sério, quem não fica empolgado quando um vilão entra em cena? As frases de efeito, as roupas invocadas, os olhares perversos… e a famosa risada malígrina! MWAHAHAHAHAHA!!!!

Ou, se preferirem, a risada épica de Saga de Gêmeos: HIHIHHIHIIHIHEHEHEHHEHEHEHAHAHAHAHAHAHAHA!!!
(ninguém esquece essa…).

Os vilões podem ser maus, mas nós sempre esperamos antecipadamente a sua entrada triunfal e as suas frases de efeito. Então, inauguro essa série, intitulada:

“Vilões inesquecíveis, e alguns esquecidos que merecem ser lembrados”

Nossa, que nome grande, hem? Nela prestarei homenagem aos vilões de todo tipo: animados em 2D ou em 3D, na revistinha ou no cinema, com olhos grandões de anime ou com traço americano de HQ… de todos os tipos, sexos, tamanhos, cores, gêneros e materiais (porque alguns vilões não são humanos, lembre-se disso). E vai ser uma série muuuito longa. Enfim, vamos começar a nossa homenagem com um crássico do horror de gelar a espinha…

DRÁCULA

O simples nome deste outrora esquecido príncipe romeno, trazido à fama pelo escritor irlandês Bram Stoker em 1897, já é capaz de causar calafrios. Se você ainda não leu o romance, é sério, LEIA! Ele não é considerado um crássico do horror à toa. Embora se trate de um romance epistolar (quer dizer, uma história contada através de várias cartas, tá filhinho?) ele consegue apresentar de maneira vívida o caráter do vampiro amaldiçoado: um nobre orgulhoso, cruel, cheio de segredos macabros, e perigosamente determinado a destruir a vida de Harker e conquistar Mina. Um vilão MALÍGRINO!

nekoffee

Drácula e seu olhar 43

É um consolo para mim, numa década em que os vampiros viraram personagem de romance água-com-açúcar, saber que ainda existe um personagem que simboliza todo o terror da lenda do vampiro, e que continuará imortal (literalmente). Enfim, um vilão perverso cujos poderes das trevas podem ANIQUILAR todo o elenco afrescalhado de Stephanie Meyer. Ei! Isso daria um ótimo romance, “Drácula II: Eviscerando Edward Cullen” (eu odeio Crepúsculo, deu pra notar, né?).

Ahem. Continuando. Drácula fez enorme sucesso no século XX, recebendo inúmeras adaptações para o teatro e para o cinema. Escolhi duas delas para ilustrar, as minha preferidas.

O filme “Dracula” de 1931 (mais antigo que a tua avó), dirigido por Tod Browning, estrelando o ator húngaro Bela Lugosi e seu sotaque forrrrtíssimo. Bela, apesar de ter nome de princesa da Disney, tinha uma finesse de lascar e um olhar aterrorizante que o marcaram para sempre como o eterno Drácula. A imagem do vampiro de capa preta, cabelinho penteado pra trás e sorrisinho sacana, que é provavelmente o que vem à nossa mente quando ouvimos a palavra “vampiro”, é devida a este grande ator.

nekoffee

Meu lan-chi-nho, meu lan-chi-nho, vou co-mer, vou co-mer!

Suas frases impagáveis,  marcaram para sempre o cinema de horror. Se vc não gosta de filmes antigos, bleeeeh! pra vc. Nunca haverá Drácula mais estiloso na face da terra.

Olha só o cara. São só três frases – “Eu sou Dracula”, “Desejo-lhe boas vindas” e “Ouça-os! Crianças da noite… que música fazem!” – mas é LENDÁRIO!

“Eu nunca bebo… vinho”

A única maneira de tirar Dracula do sério é através de suas fraquezas: ele não gosta de espelhos, nem de crucifixos. Nesta cena, Dracula tenta usar seus poderes de dominação mental em Van Helsing (a mãozinha faz parte do poder, hehehe), mas o véio é mais durão do que parece. Uma ironia do destino: o nome do ator que faz Dracula é Bela, e o nome do ator que faz Van Helsing é Edward, LOL!

Houve várias outras adaptações. O grande Christoper Lee também foi um Drácula conquistador e demoníaco em 1958. Assista essa montagem do filme, ignore os defeitos especiais, e descubra que Christopher Lee já foi jovem por incrivel que pareça, hehehe.

Gerard Butler também assumiu o papel em 2000 e, embora ele fosse um Drácula cheio de chalme, o filme foi fraquíssimo… sorry, Gerard.

Mas a que eu acho que todos se lembram, e com razão, é o filme “Dracula de Bram Stoker” de 1992, dirigido por Francis Ford Coppola. Ganhador dos Oscars de melhor figurino, melhores efeitos sonoros e melhor maquiagem, o filme é visualmente LINDO! Uma festa visual para os amantes da literatura de horror e para os góticos de plantão. Aliás, a fotografia do filme também é um desbunde. O enredo é bastante fiel ao romance (com o título do filme, se não fosse seria estranho O_O) com algumas modificações: Mina se apaixona realmente pelo Conde Drácula, e a história de horror vira uma história de amor. Gary Oldman não é um Drácula tão estiloso quanto Lugosi, mas retrata bem a luta entre a natureza bestial e a humanidade do vampiro . No final, conquistado pelo amor, morre como um homem. Ooooh que trágico (snif, snif!). Como eu adoro o ator, fica difícil eu não me apaixonar por essa versão, hehehehe.

nekoffee

Ah, Gary... você pode morder o MEU pescoço a hora que quiser!

Apenas um detalhe: o cruel Vlad Tpish, príncipe da Valáquia, conhecido pelo seu aterrador apelido “o Impalador”, é considerado um herói nacional na Romênia, pois lutou contra a invasão dos turcos a seu país no século XV. Então os romenos morrem de raiva do romance, dos filmes, e de todo mundo que pensa que o conde Drácula era um vampiro de verdade… well, tarde demais camaradas, o cara virou um VILÃO LENDÁRIO!!! E o Conde Drácula, vampiro dos vampiros, senhor das criaturas da noite, é muuuuuito mais legal do que um personagem histórico da Alta Idade Média, MWAHAHAHAHA!

Anúncios

Sobre princessamalthea

Fã incondicional de livros e filmes do gênero fantasia. Adora música, livros, cinema, anime/manga e RPG. Nerd assumidíssima! ^_^
Esta entrada foi publicada em Cinema com as etiquetas , , , , , , , . ligação permanente.

2 respostas a Série Vilões – Drácula

  1. Tomatekun diz:

    “Listen to vem, chirudem of the night”. ooooown que meeeigo esse sotaque :3

    eu cheguei a ler o romance, mas nunca vi nenhuma adaptação, e agora depois desse post estou mega querendo assistir a versão do edward e do bela OAHSEOAUSHE (não acho que a Meyer tenha colocado esse nomes na inocência não viu)

    • Pois assista, é um banho de atuação! Está completo no YouTube. Agora… ignore os defeitos especiais. Ainda era a década de 30. Dá pra ver as cordinhas pendurando os morceginhos de plástico, hehehehehe.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s