Bande à Part (Banda à Parte[?])

Após aquela introdução chata pra caralho sobre a nouvelle vague, vou testar mais uma vez a força de vontade dos leitores amgs, mas preciso reiterar que, aposto como se vocês assistissem esse filme vocês entenderiam bem o sentimento da menina Mônica ao preferir ver “o filme do Godard” que ir a uma lanchonete nada pedante. então vamos todos pegar nossos vinhos carissímos e pedantes, sentar em uma poltrona pedante em frente a uma lareira pedante, para entrar no clima desse post pedante? Sem mais delongas…

Ser ou não ser revendedora avon? eis a questão

Frescor e despretensão. É com essas duas palavras que vou começar a falar do filme mais barato da historia Godardiana, o diretor que não tinha muita coisa pra fazer, resolveu ousar com o longa “bande à parte”.

O filme se passa na frança na decada de 60 (precisava mesmo dizer que era na frança?), onde em uma aulinha de inglês um trio de jovens planeja um golpe (?). Enquanto a noite do planejado golpe não chega, eles saem por paris fazendo coisas que sua mãe muito provavelmente fez quando era daquela época, como por exemplo, apostar corrida no Louvre pra quebrar um recorde de um moço desconhecido (que provavelmente hoje em dia ta morando na bastilha “todos brisa”). Existe tambem outro momento soberbo que preciso falar, pois certamente ele abrange todas as esferas sociais, o momento da dança estranha, momento este impossivel de ser explanado em meras palavras, por isso coloquei no final do post, um video com a dança maluca pra vocês se divertirem.

CORRE QUE O KOLENE TA ACABANDO NAS AMERICANA

Existiu tambem, uma verdadeira atenção ousada para com os efeitos sonoros, de modo que em alguns momentos, os personagens fingem uma troca de tiros com os dedos indicadores (é a coisa mais emocionante do filme inteiro), e Godard fez questão de colocar o som real de revolveres nessa cena, chegando a ser comico. Outro efeito sonoro relevante, foi o do momento onde em uma mesa de bar um dos personagens pede por um minuto de silencio, de maneira que todo o audio é cortado do longa nesse meio tempo. Tão interessante isso né?

E se eu disser agora, que esse filme é um dos favoritos do menino Quentin Tarantino, would you hold it against me?

Enfim, termino aqui mais um capitulo da série-que-não-tem-nada-a-ver-com-você: Filmes do Godard, vou deixar no fim do post links que julgo interessantes e que podem ajudar vocês a descobrir o porque de eu gostar tanto desse diretor.

Esse filme chora de tão lindo. um classico moderno como ele mesmo deu a dica

uma ótima leitura sobre bande à parte pode ser encontrada na pagina Official do filme no wikipediabr rssssssss

Vídeo da dança mais bonita da cidade, usem oculos escuros pois certamente o luxo que há nessa cena pode causar danos a sua visão.

Até a proxima pedantes do meu S2.

Anúncios

Sobre Tomatekun

Amante de cinema, video-game e cultura relevante, bem como também a irrelevante.
Esta entrada foi publicada em Cinema. ligação permanente.

2 respostas a Bande à Part (Banda à Parte[?])

  1. marky-kun e.e diz:

    O-M-G o_o …meus olhos, meus olhos x_x…minhas corneas secaram diante de uma dança tão sexy x_x”..não sei como vivi tanto tempo sem ver esse filme D: . ashuashusahusahuhsau õ/

  2. estou ensaiando os passos para arrasar na boate próxima sexta!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s