Full Moon Wo Sagashite

A historia começa quando Mitsuki se apaixona por um garoto do orfanato onde vivia, porém esse mesmo garoto tem a sorte de ser adotado e então vai morar nos EUA, ao partir ambos fazem uma promessa de que quando se encontrassem novamente, teriam conseguido realizar seus sonhos Eichi, o garoto em questão, se tornaria um astrônomo e Mitsuki uma cantora. Certo tempo depois, Mitsuki parte para morar com a avó materna, Fuzuki, pois descobre que tem um tumor maligno nas cordas vocais, é aí onde a aventura começa. A garota então inicia seu tratamento contra o câncer, porem, ela não quer perder a voz, e fica num impasse entre a vida ou a voz, entretanto algo inesperado acontece… dois shinigamis enviados para cuidar da “morte” da menina, aparecem atravesando a parede de seu quarto, sendo que o “natural” seria a garota não os ver, pois shinigamis são invisíveis para humanos, com esse mistério no ar, a historia se desenvolve com a ajuda de Takuto e Meroko, pois ambos fazem de tudo para que a garota não se arrependa do “ultimo ano de sua vida”. Transformando-a em uma adolescente de 16 anos, e o que é melhor, sem câncer, porem isso apenas para que realize o sonhe de ser cantora, sempre voltando ao normal quando longe dos shinigamis. Bem o resto só lendo o mangá.

Não da pra ser piadista com um mangá tão fofo desses

A escritora do mangá, Arina Tanemura é importante no mundo dos Shoujos, isso eu nem preciso comentar, mas as pessoas que adoram um bom drama vão adorar Full moon, que faz questão de apunhalar o leitor das mais variadas formas, exemplo, depois daquele momento cômico e descontraído, onde, ninguém esperava, aparece alguma piranha querendo roubar uma letra de musica da cantora/compositora/menina Mitsuki. entre coisas assim e os desenhos foufos e gorduchos do Takuto, Tanemura não deixa passar a tradição de fazer piada com a própria vida, colocando no rodapé ou em qualquer cantinho da pagina, um “tchak com um alicate”.

Tanemura deveria ter sua obra exposta no Louvre, minha opinião

Enfim, falando de maneira geral. Full Moon da uma verdadeira lição de vida, mostrando a importância de ser feliz não importando o quão na merda você está, a garota Mitsuki, vai atrás de seus sonhos mesmo vendo a impossibilidade da realização deles, quando li o mangá aprendi essas e outras coisas, uma delas foi a do poder da amizade verdadeira, que querendo ou não, existe e nem sempre porque alguém não diz ou faz aquilo que queremos, significa que a pessoa não é nossa amiga, é possível também, ver que o mundo não é tão horrível quanto o pintam, pois volta e meia Mitsuki encontra pessoas solidarias e amigáveis durante o enredo, e mesmo aquelas que não o são, a menina ajuda a encontrar esse lado nas pessoas, afinal, ela consegue sempre ver o melhor em tudo, tentando deixar os defeitos e más impressões em segundo plano, vale resaltar tambem o fato de que a garota consegue cativar e conquistar a todos de uma forma sincera, não deixando aquele ar de “piranha-chata-que-quer-ser-popular-por-isso-banca-a-fofa” o que é importante em sua carreira, afinal entrando no mundo da música, pessoas mal intencionadas fazem de tudo para derruba-la e tomar o seu lugar.

Publicado no Brasil pela JBC em 7 volumes
Então galera, muito provavelmente irei falar mais detalhadamente sobre os personagens e darei minha opinião sobre a história em si tambem, leiam o mangá, ou assistam o anime e até lá xD
Anúncios

Sobre Tomatekun

Amante de cinema, video-game e cultura relevante, bem como também a irrelevante.
Esta entrada foi publicada em Anime. ligação permanente.

3 respostas a Full Moon Wo Sagashite

  1. Krizzor diz:

    Caramba esse mangá é muito bom, e muito especial p/ minha pessoa u.u eu recomendo mto ele xD so nao vi o anime. Mas assim eu acho mto mais profunda a historia dos shinigames do q da propria protagonista uehuehuehe mas ele tem um otimo enredo, traçao bem lindo e a historia bem forte! xD

  2. fabricio diz:

    Ainda não li FullMoon e tenho um certo preconceito com esse estilo de desenho, que sempre me faz pensar que o mangá/anime é pra meninas e do tipo romântico cheio de melosidades e inseguranças!
    Juro que fiquei surpreso com a proposta, e nem imaginava que fosse algo profundo assim…
    De qualquer modo, valeu pela dica o/

    • Tomatekun diz:

      nossa amg, acho o estilo do desenho bem condizente com o genero, shoujo tem que esbanjar em fofura :3

      e acho que Full Moon forma carater (Y) meus filhos vão ser educados lendo Full moon

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s